Artboard 3Artboard 40Artboard 10Artboard 43Artboard 9Artboard 11Artboard 28Artboard 3Artboard 12Artboard 44Artboard 41Artboard 42

A história da Hansports

Como a Hansports se tornou uma das maiores do cenário nacional

O início em 1994

A história da Hansports Management Ltda começou em 1994, quando Rogério Teruo Hangai assessorou o time Report Suzano e trouxe para jogar pela primeira vez ao Brasil os atletas da seleção russa Ruslan Olikhver e Pavel Shishikin. No ano seguinte, Teruo trouxe para ingressar no mesmo time o atleta da seleção americana Brian Ivie, que fez história juntamente com os russos no Report Suzano. A equipe consagrou-se Campeã invicta na temporada de 96/97 da Super Liga.

A chegada desses três atletas ao Brasil marcou com sucesso o início da experiência de Rogério Teruo no mercado de voleibol. O trabalho de agenciamento dos atletas, contratos, trâmites burocráticos das federações, visto e acomodação foi totalmente garantido pelo empresário que conquistou credibilidade e confiança do mercado internacional, na época, sem representação significativa no Brasil.

Rogério Teruo com os medalhistas da seleção brasileira.

As primeiras negociações com o mercado japonês entre 1994 e 1995

Entre os anos de 1994 e 1995, o empresário Teruo inicia as negociações com o mercado japonês. Sempre pautado no desenvolvimento de um trabalho sério, ético e de responsabilidade, Teruo leva Eduardo Arruda, o Pezão, primeiro atleta brasileiro a jogar no Japão pelo time Nec. O atleta foi eleito o melhor jogador da temporada.

Sendo assim, Teruo, além de renovar o contrato do jogador, levou mais 6 brasileiros entre os anos de 1996 e 1997 para atuarem em equipes diferentes no Japão: No time da Panasonic, jogaram Allan Cocato e Orlando e no Nec-He, Pampa e Nei. Na equipe da Nippon Stell foram Dentinho e Carlos Toaldo, que consagraram-se Campeões da Liga Japonesa.

O sucesso internacional e a entrada no mercado europeu em 1997

Foi entre os anos de 1997 e 1998 que a empresa ganhou reconhecimento internacional e passou a ser procurada por diversos atletas brasileiros e clubes de todo o mundo em busca de boas negociações. Esse período marcou também a entrada da Hansports no mercado italiano com o Campeão Olímpico Janelson que jogou no time Milano.

Entre 1999 e 2000, a empresa envia o atleta Gilson Bernardo para jogar na Suntory em Osaka. Até hoje, nenhum jogador conquistou no Japão os títulos de Gilson, que foi o melhor atleta estrangeiro atuante no país, vencendo por 5 anos consecutivos a Liga Japonesa, sendo eleito também por 5 anos consecutivos o melhor jogador MVP.

Nesta época a empresa foi responsável também por intercâmbios de atletas japoneses que vinham ao Brasil em busca de conhecimento, novas experiências dentro do esporte, estágios e práticas em jogos amistosos.

Visando buscar novos talentos no ano de 2001, a Hansports apostou em jovens atletas como: Dante Amaral, Andre Nascimento, Wesley Ribeiro, Allan Domingos, entre vários outros que se tornaram ícones no vôlei brasileiro.

O atleta Dante, por exemplo, foi enviado no ano de 2002 para jogar no time Daytona-Modena, atual Campeã Européia Italiana. O trabalho marcou a entrada da Hansports na Europa. Nos anos seguintes o jogador atuou em diversos times importantes do mundo e hoje consagra-se na Seleção Brasileira. Também em 2002 a Hansports visualizou a Grécia como um excelente mercado e enviou os primeiros brasileiros André Nascimento e Cleber Oliveira para jogarem no Panathinaikos.

Neste mesmo período, a empresa agenciou o venezuelano Gomes que foi jogador de destaque no Olimpiakos.

Rogério Teruo com atletas Hansports.

Reconhecimento internacional e a entrada no mercado russo em 2002

Ainda em 2002, a empresa visualizou o mercado Russo como grande potência e enviou os primeiros atletas brasileiros: Cleber Oliveira e Leandro, para atuarem no Dinamo-Kazan, atualmente uma das melhores equipes do mundo. No ano seguinte é a vez dos atletas Rafael Vieira Oliveira e Manius Abadi jogarem para a mesma equipe através da Hansports. Ambos os atletas tiveram passagem pela Seleção Brasileira. Mais tarde o brasileiro central, Riad Garcia, também foi muito bem negociado pela Hansports para jogar no Trentino. Os brasileiros conquistaram o Bi-Campeonato Italiano, o Tri-Mundial, o Tri-Campeonato Italiano e foram Campeões da Champion League.

Em 2003, a Hansports apostou em novos talentos: o levantador Raphael Margarido, que além de atuar em grandes equipes no Brasil, foi Campeão da Super Liga pelo Banespa, na Polônia onde consagrou-se Vice-Campeão Inter Clubes, campeão da Liga portuguesa na temporada 2012/2013. O líbero Leandro Greca (Polako) e os ponteiros João Paulo Tavares e Luiz Felipe Fonteles, foram outras revelações da Hansports. O “Chupita”, como é conhecido o Luiz Felipe, entrou na Hansports aos 19 anos e aceitou o desafio de jogar na Itália. Depois da experiência atuou em diversas equipes inclusive na Seleção Brasileira. Foi campeão da Plus Liga na Polônia 2012/2013, 4o lugar na Champions League 2013 onde saiu como MVP da competição. Na temporada 2013/2014 vai defender o Fenerbahçe.

Em 2005, o empresário torna-se patrocinador oficial de Fabio Luiz, atleta da dupla de brasileiros do Vôlei de Praia. Neste período, Fabio Luiz jogava com Márcio Araújo e o patrocínio garantiu aos atletas suporte para participar do circuito mundial na Europa onde consagraram-se Campeões. A dupla futuramente representou o Brasil nas Olimpíadas de Pequim e conquistou a medalha de prata.

A consolidação da Hansports a nível mundial em 2006

A partir de 2006 a empresa passou a enviar atletas para o mundo todo: Qatar, Dubai, Porto Rico, Itália, Espanha, Turquia, Coréia, além de Japão e Rússia que até hoje são potências no mundo do voleibol e recebem forte atuação da Hansports. Atualmente a empresa agencia excelentes jogadores com mais de 10 anos de casa, tão importantes quanto os mencionados acima. (Veja nossa lista de atletas.) Além de vários outros que encerraram suas carreiras como por exemplo os campeões olímpicos Marcelo Negrão, Pampa e Janelson.

Entre os atletas da nova geração que foram reconhecidos pela Hansports e tiveram suas carreiras decoladas estão o Théo,que foi oposto da Seleção Brasileira, sendo Campeão Mundial em 2010, o Marlon, descoberto na época no Wizard/Suzano, jogou em diversos clubes inclusive na Itália , Thiago Alves, que foi um talento reconhecido pela Hansports aos 17 anos, é Tetra Campeão Brasileiro, e o Ricardo Lucarelli também descoberto aos 17 anos que atua na equipe Sesi -SP

O sucesso da empresa se deve ao objetivo de visualizar novos talentos agregando crescimento profissional a eles, além de buscar as melhores negociações entre clubes e atletas já consagrados. Com mais de 20 anos de trabalho intenso a Hansports é a principal agência de atletas de voleibol do Brasil e do mundo.

Hansports e o voleibol feminino

No mercado feminino a Hansports iniciou com o agenciamento da atelta Danielle Scott, famosa central americana que fez história no vôlei brasileiro entre os anos de 1999 e 2000.

Em 2006 foi a vez da atleta Ana Paula, a Fofinha, vestir a camisa da Hansports. A ponteira foi jogadora de destaque no Japão onde consagrou-se Campeã, depois jogou na Itália, na Rússia , Japão e atualmente joga na Rússia no Fakel Volei.

Em 2008 a Hansports envia a medalhista olímpica Elisângela Oliveira para jogar no Japão. A atleta que já passou o pelo SESI-SP em 2012/2013, agora defende o Brasília Vôlei.

E foi em 2009 que a Hansports descobriu a jovem talento Tandara que jogou no Sollys Osasco onde foi campeão da Superliga , no Sesi SP saiu como maior pontuadora da competição e campeã Olímpica em 2012 nas Olimpíadas de Londres.

Rogério Teruo Hangai conta sua história

Em entrevista à reporte Marilei Schiavi o empresário Rogério Teruo Hangai conta sua história: